quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA

"O crescente índice de gravidez entre os adolescentes é uma tendência universal. Não é um fato atual. Nossas avós casavam-se com 12, 15 e 16 anos e procriavam pouco depois. O motivo de preocupação e angústia são as gestações não planejadas, o aumento desse número e o efeito no exercício da sexualidade desses adolescentes. Muitos fatores contribuem para o aumento da Gravidez precoce, como: o pensamento que “isto não vai acontecer comigo”; medo de encarar a própria sexualidade e o romantismo que a envolve; a influência dos meios de comunicação, que criam uma imagem equivocada, desvinculando o sexo da gravidez e DST/AIDS; a condição econômica e a falta de conhecimentos em relação à contracepção; os riscos de saúde que envolvem essa gravidez e os problemas psico-sociais. A Educação Sexual, em nossos dias, continua repressora e grande parte das famílias, freqüentemente, associam à sexualidade a conotação de “pecado” e “sujeira”. É fundamental que a família, a escola e a comunidade assumam a responsabilidade de orientar os adolescentes para que possam vivenciar a sua sexualidade de forma saudável e responsável."

http://www.cesjf.br/cesjf/revistas/cesrevista/edicoes/2007/gravidez_na_adolescencia.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário